Se você não teve pique para ficar acordado até quase duas da manhã de domingo para assistir o American Musica Awards (AMA), não se preocupe: O melhor dessa apresentação, querido leitor, nós mostraremos para você.

Ok, esse lance de “melhor da noite” é subjetivo e é claro que puxaremos a brasa para a sardinha do rap – não necessariamente para Macklemore & Lewis (que levaram pra casa os prêmios de melhor artista e melhor álbum de hip-hop)  .E admitindo que o caminho é por aí, então não restam dúvidas de que a melhor apresentação da noite foi a de Kendrick Lamar, que trouxe “Swimming Pools” e “Poetic Justice” ao palco e fez a galera blasé da fileira da frente dançar.

image

Sem sombras de dúvida, esse foi o ano de Kendrick, que colheu frutos do belo trabalho Good Kid, m.A.A.d City, de 2012, participando da turnê Yeezus, e rimando com artistas renomados da música. Mas definitivamente o ápice foi seu polêmico verso em “Control”, música de Big Sean, que ainda conta com a participação do mítico Jay Eletronica, que passou quase batido. Nela, Kendrick basicamente se diz o rei do rap, e olha que desde que o rap é rap você precisa ser MUITO BOM pra lançar essa ideia em rima. A rima agitou o mundo do rap e gerou inúmeros freestyle em resposta. Ponto pra Kendrick.

Além disso, teve homenagem à Rihana:

image

Nelly (lembra dele?) se apresentando com Florida Georgia Line, cantando “Cruise”. O som levou o prêmio de single do ano.

image

Uma homenagem ao trio TLC com Lil’ Mamma substituindo Left Eye.

E pra fechar, Justin Timberlake levando muuuitos prêmios pra casa.

image

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 11 =