Megan The Stallion estreou no Grammy 2021 como grande destaque e viu Beyoncé ser consagrada como a artista feminina a conquistar mais megafones, agora Queen B conta com 28 em sua coleção. Sem dúvida foi uma grande noite para a música negra e não só por esses dois grandes destaques.

Neste domingo (14), aconteceu mais uma edição do Grammy Awards, a principal e também um tanto duvidosa, festa da música. Se ano passado a festa ocorreu enquanto descobríamos que Kobe Bryant havia falecido em um trágico acidente, desta vez foi em meio a pandemia de corona vírus.

Beyoncé se tornou a artista que mais venceu estatuetas na premiação musical


Preparados para conferir os destaques do Grammy 2021? De cara, Blue Ivy, filha de Bey e Jay-Z, no alto de seus 9 anos de idade levou seu primeiro Grammy, na categoria de Melhor Videoclipe por “Brown Skin Girl”.

Quem também levou seu primeiro prêmio foi Megan Thee Stallion. A rapper venceu em três das quatro categorias que concorreu. Levando o troféu em Melhor Canção de Rap e Melhor Performance de Rap por “Savage Remix”, parceria com Beyoncé, além de Artista Revelação.

Quem também exaltou todo excelente trabalho que Megan vem fazendo foi Billie Eilish, vencedora nas categorias de Melhor Canção Composta para Mídia Visual com “No Time to Die” e Gravação do Ano, por “Everything I Wanted”.

Em seu discurso, Billie dedicou os prêmios à rapper. “Megan, você merece este prêmio, você teve um ano insuperável. Você é uma rainha, quero chorar quando penso no quanto você é especial e trabalhou por isso. Vamos aplaudir Megan Thee Stallion”, finalizou a cantora.

Megan Thee Stallion se emocionou em sua estreia premiada no Grammy 2021


E não foi só isso

E não apenas vimos destaques das mulheres, outro grande nome do rap internacional a ser premiado foi Nas, pelo aclamado “King’s Disease”, vencendo a categoria de Melhor Álbum de Rap. Vale destacar que aos 47 anos, Nas se torna o artista com mais idade a vencer na categoria.

Congrats Best Rap Album winner – 'KING’S DISEASE' @Nas#GRAMMYs

WATCH NOW ⬇️––#GRAMMYPremiere

Originally tweeted by Recording Academy / GRAMMYs (@RecordingAcad) on 14 de March de 2021.

Só que além da festa, no Grammy não pode faltar aquela polêmica: seis meses após expor contratos em seu Twitter e urinar em um Grammy, o rapper Kanye West levou o prêmio de Melhor Álbum de Música Cristã Contemporânea, pelo seu “Jesus is King”. A categoria é uma das que são anunciadas no pré-show, que contou com a apresentação de Jhené Aiko.

Se há algo que o Grammy sempre nos entrega são ótimas performances, e nessa edição não foi diferente. Fazendo o show de abertura, Harry Styles apresentou a música “Watermelon Sugar” e contou com a presença de Blood Orange (no baixo) em sua banda no palco.

Tivemos também Megan mostrando o porque é um dos grandes nomes da atualidade, fazendo um show repleto de coreografias e muito talento!

Shows foram destaque à parte


Para a alegria dos fãs brasileiros, de surpresa Cardi B adicionou o remix do funkeiro Pedro Sampaio em sua apresentação de “WAP”. Mesmo que em um trecho, é muito importante vermos os ritmos musicais do Brasil chegando cada vez mais longe.

Assista aqui.

O grupo queridinho do momento, Silk Sonic, formado por Bruno Mars e Anderson .Paak performou seu primeiro single, “Leave The Door Open”, nos dando um gostinho do que vem por aí, com o álbum que será lançado apenas em 2022. E eles fizeram tudo: vocais incríveis para tocar o coração, sincronia e muito jogo de cintura. Sem dúvida uma das melhores apresentações da noite.

Vem ver!

Trajado de Chanel e muitos diamantes, DaBaby levou a apresentação de “Rockstar” a um outro nível. Dividindo o palco com Roddy Ricch, DaBaby incorporou violinos e juízes da Suprema Corte a sua performance.

Por sua vez, Lil Baby levou sua mensagem de protesto em prol das vidas negras ao Grammy com a performance de “Full The Bigger Picture”.

Dá o play!


Confira a lista de ganhadores

Álbum do Ano
Folklore – Taylor Swift

Música do Ano
I Can’t Breathe – H.E.R.

Gravação do Ano
Everything I Wanted – Billie Eilish

Artista Revelação
Megan Thee Stallion

Melhor Álbum Pop
Future Nostalgia – Dua Lipa

Melhor Performance Pop Solo
Watermelon Sugar – Harry Styles

Melhor Performance de R&B
Black Parade – Beyoncé

Melhor Música de Rap
Savage – Megan Thee Stallion Feat. Beyoncé

Melhor Performance de Rock
Fiona Apple – “Shameika”

Melhor Música de Rock
Brittany Howard – “Stay High”

Melhor Disco de Rock
“The New Abnormal” – The Strokes

Melhor Álbum de Música Alternativa
“Fetch the Bolt Cutters” — Fiona Apple

Melhor Performance de Grupo ou Duo Pop
“Rain on Me” – Lady Gaga with Ariana Grande

Melhor Canção R&B
“Better Than I Imagine” – (Robert Glasper featuring H.E.R. and Meshell Ndegeocello)

Melhor Performance de R&B Tradicional
“Anything For You” — Ledisi

Melhor Álbum de R&B Progressivo
“It Is What It Is” — Thundercat

Melhor Álbum de R&B
“Bigger Love” — John Legend

Melhor Performance de Rap
“Savage” – Megan Thee Stallion featuring Beyoncé

Melhor Álbum de Rap
“King’s Disease” — Nas

Melhor Filme Musical
“Linda Ronstadt: The Sound of My Voice” – Linda Ronstadt

Disco de Música Global
“Twice As Tall” – Burna Boy

Melhor Álbum Vocal Pop Tradicional
“American Standard” — James Taylor

Melhor Faixa Dance
“10%” — Kaytranada Featuring Kali Uchis

Melhor Álbum de Dance/Eletrônica
“Bubba” — Kaytranada

Melhor Álbum Latino de Rock ou Alternativo
“La Conquista Del Espacio” — Fito Paez

Melhor álbum Latino Pop ou Urbano
“YHLQMDLG” — Bad Bunny

Melhor álbum Latino de Jazz
“Four Questions” – Arturo

Melhor performance de rap melódico
“Lockdown” — Anderson .Paak

Confira as apostas do Per Raps para 2021

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dois =