Vem e vai de BPM, samples delicados e rimas brutas
Conheça os bastidores do lançamento da semana lendo o que o artista tem a dizer de sua obra; entre na viagem e faça bom proveito

Makalister Renton deu as caras em single que pareceu ter saído do rabisco, mas que de despretencioso não tinha nada. A faixa 99 Escalas De Um Voo Perdido” repete ideias, mas te conduz entre um personagem que é bom e mau quase que ao mesmo tempo, revelando toda sua humanidade. Esse não foi o plano original, mas a música serviu como embrião para o primeiro EP, que leva o nome de seu autor. Makalister segue bebendo de encontros e desencontros amorosos, passeando por influências diversas, de autores conceituados na literatura ao Fusca 1985 que leva o herói das histórias da Fazenda Santo Antônio para o Serraria, Capoeiras e de volta.

image

Foto: Makalister/Intagram

A produção do trabalho foge da sonoridade tradicional boom-bap, é uma mistura de rap e experimentações eletrônicas que os beatmakers Beli e Goss souberam muito bem como lidar, verdadeiros maestros dos sintetizadores. Utilizando BPM´s variados, calmaria e tensão determinam muito bem o que gira em torno de Makalister Renton.

Em meio a todo esse movimento, flows certeiros que conduzem quem ouve o disco a outro plano: a cena muda, o mundo gira devagar e eis “a fila na porta da casa” ou a “vida na ponta da bala” (“Flores e Galeano”). A constante ação da primeira faixa “Ensaio Sobre o Sol” até chegar na amadurecida “Flatsh”, uma sensação suprema de satisfação e prazer, que fecha e garante o equilíbrio às 4 faixas do EP.

image

Foto: Makalister/Intagram

Para um mergulho ainda mais profundo na obra, leia um faixa a faixa feito a convite do Per Raps pelo autor do disco, Makalister Renton:

Em ¨Ensaio Sobre o Sol¨, eu disseco um relacionamento que tive. Ouvindo dá pra entender bem o que eu estava me sentindo, um misto de emoções bem confusas. Na instrumental, eu e Beli ouvíamos música e o sample chamou a atenção, ele foi fazer algo enquanto eu ia picotando o sample, quando ele chegou e sentou na cadeira a magia aconteceu. Obrigado Beli!

“Subway 24h”
é uma análise sobre a correria, dinheiro, emprego, jogo de poder, ansiedade e angústias. É um retrato dos meus surtos e dos surtos que eu via nas pessoas que eu conheci nos últimos tempos. Goss produziu essa enquanto eu me entorpecia. Que instrumental!

“Flores de Galeano” eu começo falando sobre um desejo de fuga e termino dissertando sobre como isso termina. As ¨Flores de Galeano¨ simbolizam um romance bem poético que eu tive com a mulher que cito nessa música. Gosto dessa faixa, Eduardo Galeano me inspirou muito ao escrevê-la e essa instrumental do Goss é perfeita, triste e áspera.

Eu faço arte, escrevo por necessidade mental e amo filmes de drama. Essas três primeiras faixas refletem um pouco disso, é uma descarga do meu eu, um raio-x.

“Flatsh” vem pra lembrar momentos bons vividos em 2013, é o lado colorido da “Ensaio Sobre o Sol”. Comemoração, ascensão e prazer. Goss produziu essa enquanto eu me entorpecia o dobro. “Flatsh” foi escrita em 2013 na época do projeto Maka x Beli.

Faça o download de Makalister EP.

Leia também:
Entrevista com Makalister Renton

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − sete =