Leo Casa1 fala sobre a expectativa para o evento que acontece neste sábado e reúne nomes como Recayd Mob, Froid e Sidoka.

A espera pela volta do RapBox Live começou no minuto em que a primeira edição que roubou a cena no Vale do Anhangabaú em 2017 acabou. Pois bem, agora o evento volta repaginado e com formato de festival. Na madrugada deste sábado para domingo, 20/07, diversos nomes do RAP nacional subirão aos palcos do Via Matarazzo, na Barra Funda. Das linhas enigmáticas de Froid ao flow futurista de Sidoka, a proposta do evento é abrir espaço para diferentes estilos do RAP, e quem sair de casa rumo à zona oeste de São Paulo vai transitar do trap da Recayd ao show com banda do projeto Orgânico.

“A gente está misturando diversas vertentes do RAP no mesmo evento. “

Quem afirma é Leo Casa1, criador do canal no youtube que leva o mesmo nome do festival e hoje conta com mais de 2 milhões de inscritos, e também idealizador do evento. Desde que viu o potencial deste formato em sua primeira edição, ele sempre soube que juntaria grandes nomes do cenário no palco novamente. “A gente teve essa experiência em 2017, que foi sucesso total. Tinham umas 5 mil pessoas no Vale e a gente falou: “cara, isso aqui é muito foda. Vamos fazer outro evento.” A gente conseguiu essa parceria com o pessoal do Raprizza, juntou um time foda, e agora vamos fazer o Rap Box Live 2.”

O fato é que Leo sempre teve o olho aberto para oportunidades. Poucos sabem, mas o estúdio Casa1 surgiu em 2002, e começou como uma gravadora independente de grupos como Grito Periférico, Artfício e Grilo 13. Durante esse caminho, Leo mudou a atuação do estúdio algumas vezes, chegando a trabalhar como produtora para o mercado publicitário por anos. Foi daí que veio a tranquilidade financeira para continuar gravando os artistas do RAP nacional. Ele conta que de tanto ver “coisas incríveis” acontecendo em sua frente que resolveu criar o RapBox.

“Ver Flora Matos na minha frente numa tarde, e o MV Bill, e eu olhar pro lado e não ter ninguém para falar “Caralho, que bagulho foda, truta.” Aí que eu comecei a pensar “Pô, eu preciso mostrar isso pro mundo. Eu preciso criar um projeto que eu possa fazer aqui dentro, rápido, e que eu consiga postar rápido.”

Leo Casa 1
Leo Casa1 em seu estúdio no centro-sul de São Paulo. Foto: Luigi Madormo

O canal não só nasceu, como se tornou uma das grandes vitrines de MCs e novos talentos para o cenário. Ele conta que teve certeza da dimensão que as coisas estavam tomando quando, em 2014, a produtora do D2 o ligou e disse que o MC carioca queria gravar um Rap Box. Dali surgiu o Ep.39, e consequentemente o primeiro também com uma entrevista. O projeto engrenou e Leo pôde finalmente ver o seu sonho inicial de ser uma gravadora e viver do RAP se concretizar. Agora, o festival é mais uma maneira de continuar falando alto e manter o projeto relevante no cenário. “Já é a gente pensando aqui como ampliar os negócios, não depender só da gravadora, só de um canal de youtube ou só da plataforma de streaming. A gente também ir pro offline.”

Quando perguntado sobre qual apresentação está mais ansioso para ver, Leo não tem dúvidas em afirmar que está curioso para ver o projeto idealizado por ele próprio, Orgânico, fazer o seu primeiro show ao vivo. Também comenta que nunca viu Sidoka e Recayd ao vivo, e será uma oportunidade boa para ver como eles se comportam no palco. “O trap já joga o Bass na cara, e isso no ao vivo é foda.” Ele ainda comenta a relevância da rapaziada da Recayd como discurso de afirmação, mesmo que isso não esteja sempre nas letras.

“Os moleques são periféricos, isso está neles. O DFideliz é um MC que consegue fazer o trap, entreter e ao mesmo tempo passar a mensagem na letra. Outros do grupo as vezes só fazem entretenimento, e acho que isso completa o time deles.”

O festival ainda conta com as apresentações de PrimeiraMente, Batalha da Aldeia e Georgia, que segundo Leo, é um dos novos nomes com grande potencial que passaram em seu estúdio recentemente. O evento começa as 23h de sábado e se estende até as 7h da manhã seguinte. Os ingressos ainda estão disponíveis e podem ser comprados online.


Este conteúdo saiu primeiro no Medium do autor.

Confira outros shows deste fim de semana:

Don L celebra o aniversário de 4 anos da festa Rapness, que acontece na JAM Club.
Onde: JAM Club – Av. Venâncio Aires, 240 – Cidade Baixa – Porto Alegre – RS
Quando: Sexta-feira, 19 de julho, a partir das 23:00
Quanto: R$ 40
Informações . Facebook


Rashid e Banda no Audio Club
Festa Audio Rap com Rashid, Rael e Filipe Ret
Onde: Audio Club | Avenida Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca | São Paulo – SP
Quando: Sexta-feira, 19 de julho, a partir das 22:00
Quanto: de R$40 a R$60 (inteira) | R$20 e R$30 (meia-entrada)
Informações: À venda na bilheteria do Áudio Club ou via Ticket360


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 5 =