Hits que você não pode deixar de ouvir


Montamos um top cinco singles

de Rap/R&B com o que há de mais quente no momento nas listas de sucesso da gringa

Não somos especialistas em criar listas, talvez essa

nem seja a nossa forma preferida de comunicação, mas vez ou outra elas caem bem. Como hoje, que acordamos na pegada de mostrar as músicas que andam bombando lá fora e que não necessariamente tem tocado aqui, seja nas rádios ou nos top vídeos na tv.

Explicando um pouquinho nossos critérios, recorremos a listas de raps e R&B’s mais tocados e mesclamos com nosso gosto pessoal. Por exemplo, é inegável que a música de Wiz Khalifa e Charlie Puth bombou, mas por ter sido lançada junto de um blockbuster como Velozes e Furiosos 7, que ainda teve a morte do ator Paul Walker como um propulsor de atenção, resolvemos só citar a música e nada além.

Por outro lado, a ascensão de The Weeknd a cantor que nem mostrava seu rosto e de composições geniais ao status de artista mais tocado em listas como a da Billboard, merece todo nosso respeito e destaque. Enfim, chega de papo e bora para as músicas.

The Weeknd, “Can’t Feel My Face”

Se você assistiu o Video Music Award – sim, aquele em que o Kanye West ganhou um prêmio de vanguarda e anunciou que será candidato à presidência dos EUA em 2020 – então viu que a música de The Weeknd é tão f*da que fez até Kanye West dançar e SORRIR. Sim, ele sorriu e dançou, tudo junto, ao som do cantor canadense. Além dele, Taylor Swift e praticamente o rolê inteiro curtiu o som.

A música estreou em junho e ficou em primeiro lugar na parada Hot 100 da Billboard em 22 de agosto, sendo essa a primeira vez do cantor no topo e, mais tarde, dia 31 de agosto, repetiu a dose ultrapassando OMI e seu hit “Cheerleader”.

A música faz parte do segundo álbum de Weeknd (ou Abel Tesfaye, se preferir), Beauty Behind The Madness, que ainda emplacou outras músicas nas paradas, “The Hills”, “Earned it” (de 50 Tons de Cinza) e deve ainda ter outros singles nas paradas, além da parceria com Ariana Grande, “Love Me Harder”. Assim como em seu clipe, The Weeknd is on fire!

Fetty Wap, “Trap Queen”  

Ele não tem o perfil da estrela que você provavelmente espera encontrar em uma parada de hits. Ainda assim, Willie Maxwell, mais conhecido como Fetty Wap, tem emplacado hit atrás de hit nas paradas mundo afora. Seu hit, “Trap Queen”, estreando em maio na Hot 100 da Billboard, mesmo tendo sido lançada em 2014. Eleito para a cobiçada lista de freshmen da revista XXL, o rapper tem outros dois singles que também vão muito bem, “My Way”, que também foi parar nas listas de mais tocadas, e “679”, que vai bem.

Seu disco ainda nem foi lançado, mas seus feitos são vários: Ele é o primeiro rapper com 3 músicas ocupando o top 20 na lista Hot 100 da Billboard desde Eminem, em 2013; é o primeiro rapper em quatro anos a ter singles concorrentes no top 10 desde Lil Wayne, em 2011; por fim, mas não menos importante, com o lançamento de seu quarto single, “Again”, Fetty Wap se tornou o primeiro artista em 26 anos a emplacar seus quatro primeiro singles no top 10 simultaneamente. Não é pouco o que ele fez.

Rich Homie Quan, “Flex (Ooh Ooh Ooh)”

Seu single “Flex (Ooh Ooh Ooh)” vendeu 425 mil cópias e estreou em vigésimo sexto no Hot 100 da Billboard. No entanto, seu grande feito foi ter se tornado o primeiro artista independente a aparecer nas paradas de sucesso em rádios diversas desde 2006. Isso tudo mostra o potencial de Dequantes Lamar, ou Rich Homie Quan, um dos nomes da atual nova safra de rappers de Atlanta, que também conta com Future e Young Thug, que fazia parte antes da Rich Gang junto de Birdman.

Antes dessas proezas, apareceu nas listas de músicas mais ouvidas em participações com Young Jeezy e 2 Chainz, e também é integrante da classe de calouros da XXL magazine de 2014. Falando na revista, em uma entrevista, Rich Homie Quan disse ser fã de dirty south e de nomes como Gucci Mane, T.I. e Outkast. Seu clipe estreou dia primeiro de abril e hoje já possui 66 milhões de views no youtube.

Rae Sremmurd, “This Could Be Us”

Rae Sremmurd (pronuncie Ray-shrim-er e significa Ear Drummers, selo do produtor Mike WiLL Made-It, escrito ao contrário) é o duo do Mississippi formado pelos irmãos Khalif “Swae Lee” Brown and Aaquil “Slim Jimmy” Brown. Donos do hit “This Could Be Us”, o grupo estreou seu álbum SremmLife no topo da lista de discos de R&B/Hip-Hop vendendo 34 mil cópias no início do ano. Seus singles anteriores, “No Flex Zone” (125 milhões de views) e “No Type” (261 milhões de views) também fizeram barulho, atingindo as posições 36 e 16, respectivamente, no Hot 100 da Billboard.

O single que destacamos é “This Could Be Us”, o quarto e mais recente da dupla, que em 3 meses já possui 27 milhões de views no youtube. Sob a batuta do produtor sensação Mike WiLL Made-It, o grupo tem muito a evoluir e, individualmente, já andam escrevendo para artistas como Fergie e até Beyoncé. Que tal, tá bom?

Silentó, “Watch Me”

O último e mais novo integrante dessa breve lista é Silentó, ou Ricky Lamar Hawk, molecote de 17 anos também de Atlanta, na Georgia, que tem apenas um single, o hit “Watch Me (Whip/Nae Nae)”. A música estreou em terceiro lugar no Hot 100 da Billboard, mas seu feito impressionante se deu no youtube. Seu single estreou dia 26 de Janeiro e, uma semana depois, já tinha 2.5 milhões de views.

Depois desse número não tinha como passar despercebido e a gravadora Capitol Records assinou com Silentó, que relançou a música e gravou um clipe. Por sua vez, seu vídeo fez tanto sucesso que atingiu status de viral após uma insanidade de acessos via redes sociais. A fórmula do sucesso é a série de danças que a música cita e, no clipe, as coreografias são mostradas como o Nae Nae e o Stanky Legg. Se tiver paciência, procure a quantidade de vídeos no youtube e no Vine com a coreografia da dança. Cuidado pra não se assustar! O moleque mostrou que é zica e tem futuro.