Conhecido pelo trabalho com o grupo Pentágono, Msário trilha um caminho de evolução como artista solo que já conta com uma a mixtape, álbum e agora com um EP 

image

*foto: Enio Cesar

Em tempos de pluralidade na música, cada vez mais mulheres conquistam seu espaço na base do talento, agora gays e transgêneros

também encontram no rap uma voz para mostrar seus obstáculos e sua verdade. O que pouco acontece ainda é a desconstrução por parte dos homens que formam a grande massa do gênero. 

Embalado nesse propósito, Msário volta ao cenário musical com o EP Indefinido. Aqui, o disco serve para retratar a desconstrução proposta pelo próprio MC, não apenas focando no machismo, mas também em sua música e sua mensagem.

Aproveitando o lançamento recente, conversamos com o MC sobre cada uma das faixas. Acompanhe:

Faixa-a-faixa Indefinido, Msário:


1. Sensei (Papo de Futuro) feat. Daniel Yorubá (Beat: Rael)
Msário:
“Sensei” é uma música que eu queria que fosse mais devagar pra poder expressar a mensagem. Algo menos pesado e com a mensagem bem clara. Quando o Rael me apresentou o beat, eu fiquei amarradão, depois o Bruno Dupre mexeu em algumas coisas mas a referência dela é ser mais tranquila mesmo.

2. Dona de Si feat. Heloá Holanda Part. Especial Bocato (Beat: Skeeter)
Msário:
“Dona de Si” tem aquela referência de blues, uma produção do Skeeter. Pude contar com a participação do Bocato e da Heloá, e o Marco Fé também ajudou a escrever a música com a gente. Quando começamos a fazer, achamos que tinha uma onda meio cabaré, pegada cigarrilha, tipo isso.

Eu não conhecia a Heloá. Fui num show do Max de Castro, no Bourbon Street, e ela era convidada junto com o Ed Motta. Eu estava com um amigo que a conhece, o Marco, que fez a música junto com a gente e quando a vi cantando, achei muito foda, então ele apresentou a gente e rolou uma sintonia daora. Marcamos de fazer alguma coisa juntos e, quando voltei pra casa, vi que tinha um beat que tinha muito a cara dela e aí a gente se reuniu e começou a escrever. Parece que a gente é amigo há um tempão, ela tem uma energia boa, pessoa boa de trabalhar, então foi bem natural e o resultado tem agradado geral.

Com o Bocato foi mais ou menos a mesma coisa. Nós fomos convidados para tocar uma noite com o Mental Abstrato e nos conhecemos nos ensaios deste show. Depois, no dia da apresentação, a gente trocou várias ideias e chamei ele pra participar e ele topou, curtiu a música, a ideia e acrescentou o que ele queria pra dar aquela pegada de groove.

3. Alma Brava feat. Daniel Yorubá Part. Especial Bocato (Beat: Slim Rimografia)
Msário:
“Alma Brava” é um som de desabafo sobre coisas que acontecem no dia-a-dia de pessoas que trabalham na noite, que às vezes tem um companheiro ou companheira que não entende muito bem o que é esse corre. O nome representa muito porque é isso, a alma é brava, e essa música expressa toda essa energia.

4. Ela Gosta, Se Gosta (Beat: Scott Beats)
Msário:
 “Ela Gosta, Se Gosta” tem uma base mais moderna. Eu nunca tinha trabalhado com um beat nessa pegada e com a produção do Scott, me senti à vontade pra fazer som nesse beat e acho que ficou bom, serviu bem pro que eu queria falar e expressar. Ele deu uma junção legal entre o tema e a batida.

5. Segura o Reggae (Beat: Bruno Dupre, Jeff Boto e Caio Nefussi)
Msário:
“Segura o Reggae” tem essa pegada moderna, de trap, dubstep, Major Lazer, Skrillex, e queria trazer isso pro meu som. Tive a ideia da música e o Jeff (Boto) apresentou o sample de “I love the reggae” e conseguimos a autorização pra usar. Uma música construída da maneira que a gente queria, na pegada que a gente queria, com o beat que a gente queria.


image


Juntamente com o artista, o Per Raps criou uma playlist especial no Spotify com todas as suas influências para esse disco, que passam pela Jamaica com Sister Nancy e a família Marley, viaja na cadência de Luiz Melodia e Anelis Assumpção e traz o carnaval high tech de BaianaSystem. 

Ouça!


 

MAIS:
Msário apresenta o álbum Sangue de Leão

#resenha Pentágono, “Manhã”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 14 =