“Isso é a reforma agrária da música brasileira, porra!" 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dezoito =