#especialVMB – Crítica

#especialVMB – Crítica

A cada ano, o “rapcentrismo”, com sua visão distorcida e parcial, cria a ideia de que o rap dominou a premiação e invadiu a MTV. O grande número de artistas no VMB mostra que o rap está alcançando um espaço que já deveria ser dele há tempos, mas isso não significa uma invasão ideológica.

O rap, com seu discurso contundente ou com sua face “entretenimento”, também faz parte da grande festa da indústria musical.

Artistas com posturas diferentes em relação ao mundo televisivo mandaram seu recado no VMB. Neste contexto, o reconhecimento do trabalho de DJs, beatmakers e MCs, entre outros artistas e profissionais do rap, é mais do que merecido. A diversidade está aí, não adianta fingir que este fato não existe.

(…)

Confira o texto completo sobre o Rap no VMB2012 no site Central Hip Hop

 

foto por: Gabriel Quintão/Virgula