por Paty Oliveira

Vindos de Londres, o Hawk House é um um trio composto pelos MCs irmãos Emmanuel e Samuel Gboyega, e pela linda voz de Demae Chioma Wodu, que nasceu em 2012 com o nome de A Yellow Man. Sob esse nome os caras lançaram apenas dois som, “3000 Miles Of Youth” e “My Lyrics Are Alive”.

Um ano depois dessa estreia, eles abandonaram o nome A Yellow Man e adotaram em maio o Hawk House, mesma época em que lançaram gratuitamente sua primeira mixtape, A Little More Elbow Room, que conta com a colaboração do produtor australiano Ta-ku e do francês Evil Needle.

O álbum — um dos favoritos de 2013 na opinião desta que vos fala, e que também caiu na graça da Jill Scott – resgata o oldschool do A Tribe Called Quest, o estilo do Fugees (não só pelo formato, dois homens e uma mulher, mas também pelo som e a sincronia do grupo) e consegue fazer um mix perfeito com o neo-soul e o eletrônico sem deixar de ser contemporâneo.

E, vamos concordar, numa época em que a nova safra do rap está quase dominada pelo auto-tune ft. trap, os beats suaves e letras significativas do Hawk House chegam como se fossem um respiro para nossos ouvidos.

O próximo projeto dos caras, o EP A Handshake For Your Brain – que segundo o próprio trio leva esse nome por ser exatamente o que as músicas do álbum vão fazer com você: balançar sua cabeça e fazer você pensar além – está previsto para ser lançado na próxima segunda-feira, (23/06) mas você já pode já pode ouvi-lo no Soundcloud do grupo.

Dirigido por Thomas Rhazi e com fotografia de Julien Meurice, ambos franceses, o clipe “Chill Pill (Experiment 2)”, primeiro single de A Handshake For Your Brain, mostra um belo enquadramento do trio em situações diversas e, vezes surreais, que vale o view.

MAIS:
www.hawkhousemusic.com
#Baixe a mixtape A Little More Elbow Room

#Ouça o EP A Handshake For Your Brain

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + quinze =