Conheça Nath, a jovem que está falando de finanças pra periferia

Nos últimos anos, temos visto um número cada vez maior de canais de YouTube, blogs e podcasts que tratam sobre educação financeira, investimentos, empreendedorismo, e outros assuntos próximos – o que pode ser bastante positivo, posto que estes temas, em regra, não eram difundidos para o grande público.

Infelizmente, ao buscarmos as principais plataformas que tratam sobre esses assuntos, notamos muita desinformação e conceitos um tanto quanto questionáveis, ainda que seja possível filtrar conteúdos interessantes e aplicáveis em nosso cotidiano.

Por conta disso, nós do Per Raps, temos buscado iniciativas que vão na contramão dessa lógica, pois entendemos que falar sobre dinheiro, de uma forma geral, é bastante importante, ainda se levarmos em consideração que a maioria dos rappers, de uma forma ou de outra, falam (muito) sobre isso em suas músicas.

Nesse primeiro texto, conversamos com a Nath, do canal Finanças com a Nath e colunista do Voz das Comunidades, que tem abordado de uma forma muito acessível – e crítica, por que não? – o assunto grana nas suas redes sociais. Confira a entrevista:

Per Raps: Como foi seu primeiro contato com o tema “finanças”? Os ensinamentos para lidar com dinheiro vieram de casa? 

Nath: Meu primeiro contato começou quando eu trabalhava numa loja de calçados e fazia cartões de loja. Muitas pessoas que ganhavam 1 salário mínimo faziam cartões comigo e me contavam sua vida financeira. Chegou um momento que comecei a pesquisar formas de aumentar a famosa “pontuação no CPF” e como controlar a grana do cartão de crédito. Chegou no ponto que eu dizia “você tem 3 cartões, para quê mais um?”  e o engraçado que eu trabalhava para bater meta de cartões (risos). A questão de saber lidar com o dinheiro foi por conta da faculdade, na época que eu fazia cartões eu tinha entrado na faculdade e foi aí que comecei a amar ainda mais finanças.

PR: Você sempre lidou bem com dinheiro? Quando se interessou a aprender ainda mais sobre o tema? 

N: Nunca lidei bem com o dinheiro. Fui ter educação financeira na faculdade. Meu primeiro trabalho foi como estagiária aos 15 anos, estudava e trabalhava tarde/noite, ganhava R$ 500,00 e a primeira coisa que fiz com esse salário foi comprar comida, comprei 1 lanche só para mim. Não tive educação financeira de chegar e guardar essa grana. Antes disso eu vendia Avon para descolar uma grana e gastava em cinema. Fui  me interessar quando entrei para faculdade e comecei a fazer cartões de loja.

PR: Você acha que esse tema ainda não é tratado como deveria na periferia?

N: Sim, o tema educação financeira é como política/direito: a mídia,o governo e grandes empresas não acham interessante abordar o tema para periferia. Não é interessante o pobre saber quanto paga de juros no cheque especial, por exemplo, muito menos interessante entender sobre seus direitos e como a política funciona, por isso não temos disciplinas sobre esses temas.

PR: O que acha que afasta as pessoas da educação financeira?

N: O modo de falar sobre o assunto. Temos pessoas na internet falando sobre o assunto, porém não temos a devida visibilidade para pessoas que são realmente da periferia e falam dos assuntos. Como meu canal Finanças com a Nath, a intenção é ter a linguagem mais acessível possível, sem jargões acadêmicos.

Conversamos com Nath, do canal Finanças com a Nath, que fala de saúde financeira de forma prática e educativa para a periferia.
Conteúdos abordados no canal Finanças com a Nath
PR: Como surgiu a ideia de fazer um canal no Youtube sobre educação financeira?

N: Surgiu por conta de um certo incômodo das pessoas que abordam o assunto de educação financeira no youtube, com fórmulas mágicas, com títulos apelativos e que não fazem parte da realidade do brasileiro médio que ganha 1 a 3 salários mínimos. A questão é ensinar educação financeira, não caminho das pedras para ser rico, a maior riqueza é o conhecimento e com ele você colhe frutos como dinheiro, estabilidade e conhecer a si mesmo.

PR: Você conhece/sabe se existem algumas ações na periferia que ajudam a galera a entender mais sobre finanças?

N: Estou fechando com alguns seguidores para eu realizar uma palestra e até aulas de educação financeira para a periferia, estou com o projeto no Voz das Comunidades para falar sobre a reforma da previdência e tirar dúvidas. Não adianta eu ficar só nas redes, é importante sair dela também.

PR: Quais dicas você considera essenciais para se ter uma vida financeira saudável?

1. Entenda como você se relaciona com o dinheiro: Como você se comporta/suas emoções e como afeta sua vida financeira;

2. Faça sua vida financeira um hábito: Anotando seus gastos, estudando e entendendo o que é necessário e o que é desejo de consumo (Recomendo o livro O Poder do hábito, de Charles Duhigg);

3. Não deixe de anotar seus gastos semanais/diários: Escolha um dia específico para organizar sua finanças, isso faz diferença;

4. Controle seu dinheiro: Com planilhas, aplicativos ou até folha de caderno (Tenho vídeos no canal sobre o assunto);

5. Guarde o que puder: Não fique triste se você não consegue guardar 30% da sua grana para investir, o importante é você estudar, controlar sua grana e guarde o que puder, não fique frustradx;

6. Estude: Leia livros, faça cursos e nunca deixe de estudar, conhecimento é a chama para a educação financeira.

PR: Onde as pessoas te encontram nas redes sociais?

Youtube:  Finanças com a Nath
Twitter: @Nathfinancas
Instagram: @FinancasComANath