#lançamento 

A Coletânea Track Cheio Independente Vol. 2 foi disponibilizada hoje, dia 7 de setembro fazendo uma alusão ao dia da independência e você pode baixar clicando aqui. E também a divulgação da capa vencedora do concurso da TC pra estampar o disco da produtora, Angélica Rodrigues foi a Designer que levou a arte e foi escolhida pelo pessoal da produção.

Com objetivo de reunir artistas do selo Track Cheio e grandes nomes da cena nacional, conta com um time de peso nas rimas e também nos beats, se liga na lista: Laudz, Cabes,  Ant, Forma Única, Janine Mathias, Matéria Prima, Alienação Afrofuturista, Menor, Luis Cilho, Karol de Souza, ZéViagem, Will Cafuso, Cadelis, Tuchê, Nairobi, Zudizilla, Dario, Frates e os DJ’s Peen, Morenno e Nato PK.

Trocamos uma ideia com o Cabes, que juntamente com o Cilho iniciaram os trabalhos e formaram a Track Cheio em 2005, hoje sendo um estúdio de gravação e uma produtora lançando artistas e vários trabalhos pra cultura Hip Hop. Se liga!

Marcel Favery
Estúdio Track Cheio. Foto: Marcel Favery

Per Raps: Quando surgiu a ideia de criar a coletânea Track Cheio Independente?
Cabes: A ideia da primeira coletânea em 2009 foi juntar os sons da rapaziada que já tinha gravado no estúdio, numa forma de promover os sons, os artistas, a cidade (CWBEATS) e o estúdio. Demoramos quase 1 ano pra fazer a primeira, foi um trabalho que penou pois eram todas as músicas inéditas, numa época onde estavam em ebulição várias ideias e artistas da cena local, e que posteriormente lançaram discos (ex. Magú, Cabes, Savave, Ant, Cilho, entre outros). Na época rolou uma ótima repercussão mostrando uma nova sonoridade surgindo. Tivemos um grande impasse pra fazer a capa do primeiro volume, que com a ajuda do Nave conseguimos de última hora fazer a capa com a idéia do um céu azul, e isso acabou motivando a fazermos um “concurso” para encontrar a capa da nova coletânea que além de ter sido bem recebido rendeu excelentes artes, e uma difícil escolha.

Per Raps: Como foi o processo de produção? Quando tempo levou até finalizar a vol. 2?
Cabes: O processo dessa coletânea acabou acontecendo de forma rápida, cerca de 1 mês e meio pra iniciar e terminar o disco. Algumas músicas já estavam gravadas porém sem ideia de onde seriam lançadas. Como a gente já tinha o projeto da coletânea e estava esperando o momento certo pra ativá-lo, acabamos conversando com os produtores que acabaram topando abraçar “a causa”. Foi corrido pra chamar os mc´s e fazer todo mundo gravar a tempo, contamos com a força do Keefe (da dupla Frates) e do Pródigo que gravaram a faixa de alguns MC’s e também do Dario e do Laudz. O disco tem 19 faixas, sendo 14 delas inéditas.

Per Raps: Quais os próximos lançamentos da Track Cheio? Tem algo na manga?
Cabes: O estúdio tem alta rotatividade de trampos, então sempre tá saindo coisa nova. Tem a coletânea “Primeiro Impacto” do produtor Dario que está na fase final de mixagem, tem um EP novo do Cabes em fase de produção, a continuação da trilogia dos EPs de Luis Cilho, além de outros trabalhos e singles que estão vindo do Menor, Ant Mc, Janine Mathias, Alienação Afrofuturista entre outros.

Per Raps: O que o estúdio oferece? Quais os serviços e como entrar em contato com a Track Cheio?
Cabes: A gente já gravou uma galera desde que começamos as atividades, antes de forma experimental e hoje de forma profissional (e ainda experimental). Max B.O, Matéria Prima, Karol de Souza, Rapadura, Menor Mc são alguns dos artistas de outras cidades que já vieram gravar com a gente. O estúdio trabalha de forma independente com produção sonora completa, isto é: produção de beats, instrumentais e trilhas, gravação de voz e também mixagem e masterização. Prestamos serviços de produção e assessoria na execução de trabalhos musicais, discos, singles e EPs para trabalhos independentes, quando é o caso.

Contato:
Para entrar em contato é só enviar um e-mail para trackcheio@gmail.com e para conhecer um pouco das nossas atividades e trabalhos lançados, o caminho é o site trackcheio.com.

Para baixar a coletânea você deve pagar com um Tweet ou um post no Facebook:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =