image

Nesse sábado (18), São Paulo recebe o maior evento de streetwear da América Latina, reunindo nomes da cultura sneaker com bate-papo e shows de grandes artistas nacionais e internacionais

*Com entrevista de Daniel Maizza e edição de Eduardo Ribas.

Talvez você não seja muito ligado no mundo sneakerhead, ou seja, da galera que curte, admira e vive o mundo que gira em torno dos boots mais quentes do momento (e do passado também, por que não), mas indiferentemente disso, você precisa conhecer o festival que vai acontecer nesse final de semana. 

Reunindo palestras com grandes nomes como Jeff Staple, um dos arquitetos dessa cultura que citamos antes, assim como lançamentos de novos e exclusivos modelos de sneakers, exposição e shows, incluindo o rapper Pusha T, que se destacou com rimas ácidas e tendo sido descoberto por Kanye West, outro sneakerhead e dono de uma das mais cobiçadas linhas atuais, o Yeezy Boost (adidas), que também lançou recentemente um modelo seu, o Maze Fest promete trazer São Paulo para o mapa sneaker. E além de um festival de música, o evento é uma plataforma de experiências e conhecimento sobre streetwear e cultura sneaker.

Aproveitando esse momento histórico, fomos conversar com Persio Tagawa

dono da rede de lojas de skate Maze e idealizador do festival. Se você não conhece a marca, ela existe há duas décadas, 22 anos exatamente, e como disse o próprio entrevistado, repletos de muito trabalho, suor e amor envolvido.  

Per Raps: O Daniel Maizza (que é nosso expert nesse tema no Per Raps) comprou o primeiro sneaker responsa dele em 2008 na loja de vocês, quando ainda era numa galeria (um Air Trainer Dawn of the Dead que ele daria um rim pra conseguir outro, rs). De 2008 pra cá, o cenário do lifestyle no Brasil mudou bastante — cresceu, pulverizou e a internet deu uma bela mão nesse aspecto. Como vocês se enxergam no meio dessa mudança? O que mudou pra vocês em quase 10 anos?

Persio (Maze): Que legal, quer dizer que ele é um cara estiloso e conectado há um tempão!  Sim, o acesso ficou muito maior, a cena ampliou (até por causa da influência da moda e música vinda do exterior), com isso o mercado cresceu e se desenvolveu. mas é muito pequeno comparado ao que acontece no exterior, acabei de voltar da Complexcon, os investimentos e tamanho do mercado são enormes! Foi por isso que criamos o Maze Fest, para dar essa experiência ao pessoal, queremos elevar o nível, sempre!

image

Foto: Persio Tagawa (esquerda) junto de Pedro Prado

Per Raps:

Vamos dizer que, por mais que não seja um estilo de vida acessível, muita gente passou a se interessar por isso, inclusive uma molecada que trabalha bastante, mas não tem tanta grana pra investir. Vocês pensam também nesse público?

Persio (Maze): Pensamos sim, também tenho um background super humilde, minha mãe era costureira, pais separados. Mas é exatamente isso que acho importante no mercado, o skate e o streetwear me “abriram” todo um universo, a arte, skate e música que me fizeram crescer e sair da “caixinha” e me tornaram uma pessoa melhor! voltando a pergunta o

Maze Fest

é super acessível, o valor de entrada é simbólico, workshops e todas as atrações são free.

Per Raps:

Vocês acham que a molecada hoje só quer saber do visual e esqueceu o lance sportstyle, que é a base de toda essa cultura (skate, basquete, bike, futebol, tênis etc)?

Persio (Maze):

Muito complicado generalizar, mas é sempre mais fácil optar pelo menor esforço, por isso é importante conscientizar o pessoal que dá para crescer bastante, que é importante ser ativo socialmente e fazer a sua parte!

Per Raps:

Promover um festival não é fácil, ainda mais numa parada tão nichada quanto esse lance de sneaker lifestyle. Vocês acham que isso seria possível sem a popularização da parada?

Persio (Maze):

O Maze Fest foi concebido há anos, nos últimos dois saímos com o projeto na rua e não conseguimos ir em frente, graças ao crescimento do mercado conseguimos fazer nascer e agora vai!

image


Per Raps:

Vocês estão organizando um festival de peso e isso tem bastante repercussão pra marca. Como é achar um meio pra isso acontecer?

Persio (Maze):

A Maze existe há 22 anos, muita gente não lembra mas fizemos parte de outros festivais, o S.A.M.B. (skate, arte, música e solidariedade), o M.A.S.S.A. (música, arte, skate e solidariedade) além de inúmeras festas, workshops um livro… fomos os primeiros abrir o MUBE para uma exposição de street art/grafitti. existe uma história de duas décadas por trás, muito trabalho, suor e amor envolvido, o meio é esse.

Per Raps:

E o Pusha T e Jeff Staples? De onde veio a ideia de chamar os dois, das collabs recentes da adidas e Nike mesmo?

Persio (Maze):

Tínhamos uma wish list, estávamos negociando com o ASAP Ferg, mas com o lançamento do sneaker do Pusha T com a adidas e parceira esse acabou sendo o caminho mais viável, pois é extremamente complicado trazer um artista desse porte, a conta não fecha. a adidas foi uma parceira incrível e essencial para o evento. O Jeff é parceiro da Maze com a marca Staple, somos a única revendedora oficial no brasil, assim como todas as marcas do nosso portfólio.

Per Raps:

Pra você(s), o que é mais legal: passar horas na fila atrás de um Yeezy Boost só pelo hype ou curtir aquele modelo que mais te agrada?

Persio (Maze):

As filas são muito legais, é o momento em que encontramos os amigos! O hype também faz parte mas somos muito felizes em trabalhar com o que amamos, ter o respeito das marcas parceiras e clientes, isso dá uma satisfação enorme! mas procuramos o equilíbrio com o que gostamos e hype, mas produto hypado sem entrega não rola, né? (risos)

Per Raps: Quais são os planos da marca pro futuro próximo?

Persio (Maze):

Temos muitos planos, maioria deles confidenciais, mas o que mais queremos é continuar crescendo, ajudando nossa família (Maze, colaboradores) a sociedade (com impostos, empregos diretos e indiretos, a comunidade) e fazendo o mercado crescer e se desenvolver, fazer parte disso tudo e ser relevante é incrível! o Maze Fest é isso, a oportunidade de “dar"um pouco de volta o que tanto recebemos de nossos clientes, colaborar com o crescimento é maravilhoso. comprometimento é algo de quem tem DNA, muito diferente de alguns concorrentes que só estão no mercado para pegar o dinheiro do consumidor.

*Com entrevista de Daniel Maizza e edição de Eduardo Ribas.

Maze Fest @ Audio Club
Quando?
sábado, 18 de novembro de 2017 
Onde? Audio Club:Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca, SP/SP

Quanto? de R$ 90 a R$ 180
Informações: www.mazefest.com.br
https://www.ticket360.com.br/evento-composto/409/adidas-apresenta-maze-fest-com-pusha-t

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 13 =