Um dos festivais de cinema mais queridos do país, o In-Edit Brasil, chega a sua décima edição com programação recheadona de documentários incríveis sobre música. O universo do hip hop está bem representado por filmes sobre discos de vinil, batalhas de freestyle, cultura negra e periférica. Pra não perder nadinha, o Per Raps lista abaixo os filmes com suas respectivas sessões e eventos pós-exibição. Anota na agenda!   

Vinil, Poeira e Grooves


Direção: Diego Casanova | Ano: 2018 | Duração: 70 minutos
Quem deu por morto o disco de vinil nos anos 1990 realmente não pode vangloriar-se de ser uma pessoa de visão. Três décadas depois de sua “morte”, o vinil hoje move uma economia poderosa. Novas fábricas, selos, lojas, mercenários caçadores de raridades, colecionadores, DJs e todo um complexo ecossistema gira a 33 rpm em volta dessa renovada indústria. Neste filme, conhecemos o mercado brasileiro e seus protagonistas para entender a dimensão de um universo que mistura sons, dinheiro e paixão. 

13/06, às 15h – Spcine Olido
16/06, às 20h30 – Cinemateca Brasileira – Área Externa
Sessões com presença do diretor.

Travessia

Direção: Thiago Antunes | Ano: 2017 | Duração: 13 minutos
As Rodas Culturais da Zona Norte do Rio Janeiro abrigam as chamadas Batalhas de Sangue e de Poesia. Grandes doses de rima e realidade social são a pauta desses encontros.

13/06, às 18h – Matilha Cultural
Sessão conjunta com os filmes “A Guitarra e o Plebeu” e “A Viagem da Galinha Morta”

As Mina na Batalha*


Direção: Grazie Pacheco | Ano: 2016 | Duração: 22 minutos
A juventude periférica de São Bernardo ocupa a praça da Igreja Matriz para organizar a Batalha da Matrix. No mês da mulher as minas sobem no banco e comandam o microfone em uma noite memorável.

15/06, às 9h30 – Matilha Cultural
Sessão conjunta com filme “Yzalú – Rap, Feminismo e Negritude”
Sessão com LIBRAS

Yzalú – Rap, Feminismo e Negritude*

Direção: Inara Chayamiti e Mayra Maldjian | Ano: 2018 | Duração: 19 minutos
Rapper negra, com limitação física, das margens da periferia da Grande São Paulo, Yzalú encontrou na música uma ferramenta de combate ao racismo, machismo e classismo. Seu single mais famoso, “Mulheres Negras”, se tornou um hino entre as feministas negras.

15/06 – 19h30 Matilha Cultural
Sessão conjunta com filme “As Mina na Batalha”
Sessão com a presença das diretoras
Sessão com LIBRAS e Legenda Descritiva

*ANOTA NA AGENDA: BATALHA DA MATRIX + POCKET SHOW YZALÚ
Após a exibição dos documentários “As Mina na Batalha” e “Yzalú – Rap, Feminismo e Negritude”, na Matilha Cultural, haverá batalha de rimas com as minas que frequentam a Batalha da Matrix, no ABC Paulista, e pocket show com a rapper, cantora, compositora e violonista Yzalú.

Entrada gratuita
Confirme presença no evento do Facebook
Matilha Cultural – Rua Rego Freitas, 542, República, São Paulo, SP
15/06, às 19h30

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 4 =