Celebrando dez anos de Non Ducor Duco com Kamau

Dizem que os fãs de boombap são nostálgicos, que só enxergam valor nessa vertente do rap, e talvez isso até seja verdade. Não que outras facetas do ritmo e poesia tenham menos valor, longe de mim falar isso, o rap é evolução e desde sua essência o barato é mesclar, se fundir e sempre buscar o novo.

Mas, hoje a nostalgia abre alas para uma conversa que tivemos em setembro de 2018 com Kamau, que em 2008 lançou o clássico instantâneo Non Ducor Duco. Suas 17 faixas trouxeram o melhor do MC da zona norte, antes conhecido por seu trabalho com o grupo Consequência, junto de Sagat e o DJ Ajamu, a frente do Instituto (“Poesia de Concreto”, que hino!) e como mestre de cerimônias e organizador da saudosa Central Acústica, seja na Sala Real, Galeria Olido ou na Hole Club.

Marcus Vinícius, o Kamau, é figura fundamental no cenário rap brasileiro seja como potencializador de novos talentos, enciclopédia viva de referências ou de músicas, habituê do Rei do Mate da República, skatista zica, parceiro e um tirador de sarro de primeira.

Nesse episódio do cast, ele mostra um pouco de cada uma dessas suas faces em uma conversa descontraída e um faixa a faixa refeito em áudio 10 anos após publicarmos um texto em duas partes com o mesmo objetivo: mostrar no detalhe a mensagem e um pouco dos bastidores de cada uma das músicas.

Deixando essa edição ainda mais especial, reunimos depoimentos de alguns dos participantes do NDD como Rashid, Rincon Sapiência, Stefanie, Parteum, Emicida, Thalma de Freitas e o produtor Nave. Te convido a se juntar a nós em mais uma viagem ao passado, que na real nem está assim tão distante, parece que foi ontem.

Aperte o play!


Créditos do Podcast 10 anos de Non Ducor Duco com Kamau

Apresentação e pauta: Eduardo Ribas (@Duardo);
Convidados: Daniel Cunha (@danielcunha.7) e Kamau (@kamau_)
Participação: Rashid, Rincon Sapiência, Stefanie, Parteum, Emicida, Thalma de Freitas e Nave
Arte: Patricia Oliveira (@patyoliveira);
Mesa de som: Daniel Cunha (@danielcunha.7);
Edição e Sonorização: Paulo Silva (@prosdoc_)
Vinheta: Efieli (@efieli);

Ouça o primeiro episódio do Per Raps Cast, no qual falamos sobre “1998, o ano dos clássicos”.